O Tambor é Medicina.

​A medicina do tambor é uma antiga receita, passada de geração para geração. Um remédio que todas as tribos, do norte ao sul de Gaia, utilizam seguindo o mesmo ritual: tocar tambor, dançar e cantar em volta da fogueira reunidos em nome de um propósito. Tomar uma dose deste poderoso bálsamo refaz a flora das emoções, acelera o metabolismo espiritual e aumenta a imunidade do corpo.

​Os resultados do vigor deste antídoto é sentido imediatamente pelos quatro cantos do espírito: Fortaleço o corpo com o vigor da dança que firma os passos na TERRA. Solto o que está preso pelas amarras da respiração com o fluxo da voz que sai pelo AR da boca. Giro em volta do FOGO ativando meu campo vibratório e transmutando padrões da ancestralidade. Suor salgado, lágrimas e saliva que fazem nesse encontro de ÁGUAS uma mistura alquímica.



Um sentimento de pertencimento vem com o benefício desta prática que humaniza nossos vínculos e relacionamentos. O tambor marca o pulsar do coração. E para afinar um coração com o coração da Terra, o ritmo deve ser construído em roda, junto com o pulsar de outros corações que criam em grupo um único som. É uma prática ancestral nos reunirmos em nome desse propósito. Porque sentir o coração da Terra e pulsar junto dele, nos devolve a lembrança de que somos todos um.

Medos se vão e couraças se rompem diante dessa verdade espiritual. Uma limpeza natural acontece na presença do fogo, nas palavras cantadas e entoadas. Nos pés pelados que firmam o passo e transferem poder. Confiamos novamente na Terra Mãe que nos cria. E tecemos junto dela novos padrões sistêmicos. Sim, tambor é remédio. Não tem contra indicação, ativa os estados naturais de consciência e saímos da roda com a incrível sensação de que algo mágico aconteceu.

E de fato aconteceu: retornamos para um Lugar Sagrado onde nos sentimos profundamente compactuados com as forças da vida que unem todos nós. O tambor não nos deixa esquecer que estamos alinhados com a Terra e conectados com o Céu. Aqui e agora. No centro. No coração de quem somos.

×