Uma breve história....

Aos 13 anos fui parar no consultório de psicologia. A convite de meus pais, que perceberam em mim inquietações, sensibilidades, estranhezas e esquizitizes, fui levada aos atendimentos psicológicos semanais que duraram bons e longos anos.

A sala de terapia se tornou um lugar seguro onde a fala e a escuta dialogavam com as angústias, instintos e ansiedades . A atenção ao mundo das imagens dos sonhos, sempre táo presente no meu universo interior, convocavam minha pessoa a um mergulho profundo nesse mar de humanidades. Foi lá que fiz o encontro real com minha natureza e soube desde aquele momento que o ofício da psicologia também era minha vocação. No desejo de conhecer a essência existencial humana, busquei a formação no saber científico da Psicologia.

Freud e Reich se tornaram uma espécie de amigos íntimos no estudo de suas teorias, práticas e aprofundamentos. O Psicodrama de Moreno e a Bioenergética de Lowen despertaram em mim a paixão incurável pela terapia de grupo. Mas quando fui apresentado a Jung, um sentido ainda mais amplo me tomou. Aceitei o convite do inconsciente e caminhei na travessia dos saberes míticos da alma. Fui chamada pela intuição a explorar outros conhecimentos e tradições.

A alquimia dos florais, os ritos xamânicos, o budismo tibetano , os círculos femininos e o yoga entraram no meu universo para sempre. Geralmente eu era a mais jovem (18 aninhos) no meio do grupo de tantos mais velhos. Fui "adotada" por muitas mulheres bruxas, conhecedoras e curadoras do campo espiritual.Cada uma delas trazia até mim um presente, um ensinamento. Todas essas interações humanas foram provocando uma mudança de perspectiva da minha realidade, e lembro muito bem do dia em que percebi estar crescendo para além do limite conhecido do meu pai e da minha mãe. Estava eu tomando posse de meu caminho.

 
A gratidão que devoto a meus pais é imensurável, por terem reconhecido minhas estranhezas e aceitarem o fato de que não dariam conta de cuidar daquela menina esquisita sozinhos. Pediram ajuda, e essa ajuda orientou toda a minha vida. Concluí minha formação em 1999. Desde então atuo como Psicóloga Clínica. Iniciei meu trabalho como psicoterapeuta infantil. Associando o comportamento das crianças ao universo dos pais, fui levada a especialização em Psicoterapia Familiar Sistêmica. A Terapia de Casal também ganhou atenção especial no território de meu trabalho.

As dependências emocionais bem como as estruturas individuais que cristalizam os relacionamentos foram orientando minha atenção.
A observação dos padrões da família de origem revela aspectos fundamentais para uma visão terapêutica mais clara e ampla do indivíduo. Compreendo que a história de um ser humano passa pela avaliação da história de seu sistema familiar. Cada sintoma, cada angústia, cada liberdade é uma oportunidade de dialogar com esse sistema de crenças e valores e verificar as possibilidades de mudança e suas atuações.

A Constelação de Bert Hellinger chegou trazendo o fio que costura o rasgo, refazendo os laços e desatando o nó dos relacionamentos. Foram intensos processos de terapia de grupo, estudo, formação e atuação. Seja em grupo ou na clínica, em círculo ou no divã, o espaço da terapia é um Lugar Sagrado. Uma fenda no tempo onde os segredos e as revelações se encontram. É aqui que reconstruímos o mistério de nossa humanidade e refazemos a alquimia da potência que somos.

Das bruxas lacanianas até feiticeiras da psicanálise, honro cada terapeuta que me orientou no resgate de ser quem sou. Agradeço meus professores que me ensinaram em sala de aula o olhar atento as feridas da alma.

Tempo presente...

2019.


Consultório em casa, novo movimento de vida, e eu aqui , mais integrada do que nunca com meus ritmos e autonomia. É um prazer viver nesse tempo que posso agora chamar de meu e servir ao outro da forma que acredito: escuta e fala enlaçada aos sons da mata, recursos naturais disponíveis para a prática da Psicoterapia. .

Eu sinto que dar um passo para longe da cidade trazendo o cliente até minha morada, agregou ao meu trabalho o valor que mais acredito que é a proximidade com a natureza. E para os clientes online, rompemos a barreira das divisas entre estados e democratizamos outros territórios em nome de uma partilha absolutamente terapêutica e sincera.

Digo adeus a rotina louca na cidade e tenho sensação de estar sendo conduzida para algo que vai além de minhas conhecidas competências.

Os trabalhos de grupo continuam firmes e ancorados nesse lindo jardim de casa/mata atlântica nativa de nome Monte Crista. Moro aqui a 13 anos e somente agora me despeço de fato dos centros urbanos. A cozinha tomou novamente meu coração, estamos em família cuidando do alimento orgânico nosso de cada dia. Caminhadas na beira do rio, yoga no tatame, conversas deliciosas , e a temperança dessa relação familiar está nutrindo nossa alma com a presença devida que merecemos. Saúdo o tempo para a escrita, a música e toda a criatividade adormecida.

Chão ancestral de minha alma, pronuncio aos quatro ventos: o lugar que pertencemos está onde o amor nos domina.
 

Sala e consultório de Psicoterapia.

×